domingo, abril 01, 2007

VIRADA DO CRUZEIRO

Classificação às semifinais assegurada e liderança garantida, pelo menos até a última rodada do Campeonato Mineiro, a ser disputada domingo que vem. O Cruzeiro cumpriu sua missão em Sete Lagoas. Fez 3 a 1, de virada, sobre o Democrata, na Arena do Jacaré, gols de Sandro, Luisão e Araújo, depois que Elcimar abriu o placar. No encerramento da fase de classificação, a Raposa receberá a Caldense, no Mineirão, e se confirmar o primeiro lugar, levará a vantagem do empate no saldo de gols até a final. Dessa forma, poderá chegar ao título sem precisar vencer. O Jacaré, por sua vez, deixou escapar a chance de ser um dos semifinalistas da competição e vai apenas cumprir tabela.
O primeiro tempo foi de poucas chances para os dois times, muito em função do posicionamento do time anfitrião, que entrou em campo exclusivamente para se defender. Tanto que o técnico Zezito escalou três zagueiros e três volantes. A estratégia, aliada ao forte calor, deu certo na etapa inicial, pois o time celeste não encontrou espaço para a troca de passes, foi muito lento e o ataque nada produziu. Araújo e Nenê até saíram da área, para buscar a bola e tentar jogadas individuais, porém levaram a pior sobre seus marcadores. Já o Jacaré tinha como única opção a ligação direta com o ataque, buscando principalmente Paulinho, pela direita. Mas também não obteve êxito.
O técnico da Raposa, Paulo Autuori, que já perdera o volante Renan, contundido, na véspera do jogo, aos 35min ficou sem o substituto Leo Silva, que levou um corte profundo no queixo. A entrada de Sandro, a princípio, deu mais espaço ao Democrata, que aproveitou e abriu o placar. Numa saída de bola errada de Araújo, que tentou passar por dois adversários, Dudu Araxá roubou a bola e lançou Elcimar, que bateu cruzado, na saída de Fábio.
Aos 44, Nenê tentou marcar de calcanhar, depois de receber de Geovanni, mas a bola saiu pela linha de fundo, na melhor chance do Cruzeiro no primeiro tempo.
Reação A conversa no vestiário sacudiu a Raposa, que empatou a partida aos 4min, com Sandro, que acertou chute de longe, no canto esquerdo de Cláudio. Precisando ganhar para não correr o risco de perder a liderança do Mineiro na reta final da fase de classificação, o Cruzeiro melhorou a troca de passes e, em dois minutos, virou a partida.
Aos 16, Luisão marcou, de cabeça, escorando cruzamento de Geovanni, em cobrança de escanteio da esquerda. Um minuto depois, num contra-ataque, Araújo ampliou, de pé direito, depois do cruzamento de Gabriel, da direita.
A superioridade ficou tão latente que os vários torcedores celestes que foram a Sete Lagoas soltaram os gritos de “olé”. Com a vitória ampla, o toque de bola fluiu, mas o Cruzeiro não ampliou. O próximo compromisso é pela Copa do Brasil. Quinta-feira, a Raposa enfrentará a Portuguesa, no Mineirão, pelo jogo de volta da segunda fase – em São Paulo foi 0 a 0.

1 Comments:

At 11:24 AM, Blogger Ane said...

Boa tarde!!!

Em nome de todos os Cruzeirenses!!!
Por favor, vamos respeitar os sentimentos verdadeiros de cada um,
vamos jogar com amor,garra,coragem e com prazer.Deixe fluir o azul e branco destacado pelo amor e paz.
Obrigada pelo espaço.

 

Postar um comentário

<< Home